5 passos para considerar ao escolher o ponto comercial de um consultório

Eleger o melhor e mais adequado ponto comercial para a sua clínica pode ser o fator determinante para alcançar, ou não, resultados positivos. O local tem o poder de alavancar a carreira de um dentista (seja ele recém-formado ou não) ou prever o seu fracasso.

Alguns aspectos negativos sobre o ambiente podem comprometer mais o desempenho da empresa do que preços exagerados. Um lugar mal iluminado, de difícil acesso, com ruas esburacadas, longe de pontos de ônibus, onde não existe fluxo de pessoas não seria uma boa escolha para montar qualquer tipo de negócio.

Pode parecer simples, entretanto selecionar o novo endereço de trabalho não é tão fácil. Existem diversos detalhes burocráticos e administrativos a serem levados em consideração, sem contar que a análise do local ideal deve ser feita com calma e cuidado.

Não existe uma fórmula mágica para determinar o ponto comercial ideal, porém é importante atentar-se para algumas variáveis. Veja a seguir, 5 passos para facilitar a sua busca pelo melhor espaço para o seu consultório.

1. Defina o público-alvo

Antes de mais nada nós devemos saber quem é o nosso público por um simples motivo: nós devemos ir atrás dele. Se nós pretendemos atingir classe A e B, o consultório deverá ser localizado em bairros mais abastados, ter um bom espaço e estacionamento próprio.

Caso pretendamos criar um atendimento mais barato com grande fluxo de pessoas, o centro da cidade, próximo a pontos de ônibus e estações de metrô, pode ser a melhor solução.

No cenário de atendimento a idosos que exigem tratamento especial, uma clínica térrea pouco mais afastada da loucura urbana, porém de fácil acesso, que tenha boa visibilidade, infraestrutura e acessibilidade seria o ideal.

Como podemos notar, o perfil do paciente e a nossa especialidade têm a capacidade de determinar a escolha do ponto comercial. Tudo deve ser analisado e o planejamento deve ser feito com calma, profissionalismo e seriedade.

2. Liste as prioridades

Precisamos conseguir imaginar como queremos que a clínica seja: precisa de sala de espera? O estacionamento é essencial? É necessária uma sala para arquivos? Existirão salas para raio-X e exames de imagem? Quantos profissionais atenderão no local ao mesmo tempo?

Devemos atribuir valores às prioridades, se a quantidade de salas é mais importante que a de vagas para carros, atribuiremos mais valor a isso. Essas perguntas ajudarão a definir se os locais visitados atingirão as expectativas, ou não.

Lembre-se que nós precisamos de uma estrutura compatível com o tipo e número de serviços que serão oferecidos. A disponibilização de energia, telefonia e internet, o abastecimento de água, o tratamento de esgoto devem ser checados.

O local deve permitir uma cozinha para funcionários, mesmo que seja apenas um micro-ondas, uma pia e uma bancada. Oferecer este espaço para refeições é muito importante para o bem-estar dos colaboradores a fim de obter um bom atendimento ao paciente.

A entrada de luz natural faz economizar na energia e torna o ambiente mais aconchegante para todos. Quanto mais fresco e arejado menor serão os gastos com ventilador e ar-condicionado. Estas são avaliações simples que fazem diferença no orçamento mensal da clínica.

Uma prévia de localização para a prefeitura da cidade deve ser solicitada e impedimentos para a construção do seu negócio verificados. Independentemente do local ser perfeito, se nós não pudermos obter o alvará, não vai adiantar.

3. Avalie a concorrência

Toda empresa sonha em encontrar uma localização com muitos potenciais pacientes e sem nenhum concorrente, contudo sabemos que essa condição é muito difícil de ser encontrada.

Por outro lado, a concorrência não deve ser motivo de desânimo total. Hoje em dia, temos que buscar o nosso diferencial e mostrar isso para as pessoas; então teremos vantagem não importa quantos dentistas existam ao redor.

4. Examine o fluxo de pessoas e a localização

O acesso ao local, tráfego de pedestres, condições de estacionamento, proximidade de acesso ao transporte público e o tipo de comércio ao redor são detalhes que precisam ser examinados.

Para esse passo ser bem executado precisamos voltar ao passo 1 e analisar o público que foi definido e se ele estaria contente nessa localização. O fluxo intenso de pessoas pode atrair massas, contudo o barulho externo pode incomodar alguns indivíduos.

Clínicas montadas em bairros altamente residenciais podem ter êxito, mas necessitam de um processo de fidelização dos moradores bem executado e com as especialidades que suprem as necessidades deles.

Evite salas em últimos andares ou no fim de corredores, assim como prédios em ruas sem saída. Estes locais costumam apresentar movimento menor de pessoas.

Como dito anteriormente, o comércio ao redor do seu consultório importa; escolha um local onde os estabelecimentos comerciais possam interessar aos seus pacientes. Por exemplo: se você é odontopediatra, uma escola, creche, loja de bebês ou de brinquedos são atrativos; da mesma maneira podem ser farmácias e supermercados.

A comodidade de encontrar um dentista bem na hora do aperto, ou de estar próximo das próximas tarefas que precisa fazer, pode convencer uma pessoa a escolher a sua clínica, no lugar de outra. Da mesma maneira, lembrará seus pacientes, quando passarem por lá, que precisam marcar horário, ou que têm consulta.

5. Cheque a segurança

A vizinhança é a melhor fonte para recolher informações sobre a segurança do local. Pergunte sobre o histórico de criminalidade na região, verifique se existe iluminação noturna, cheque se há policiamento.

Além de se preocupar com a entrada e saída de seus pacientes e funcionários, você sabe que o consultório odontológico possui muitos equipamentos valiosos e deve entender a importância de mantê-lo seguro.

O sucesso da sua clínica depende muito da localização e das redondezas. Pode ser difícil encontrar o lugar perfeito e ter a certeza disso, mas esperamos que estes passos ajudem a guiar e facilitar as suas escolhas.

Coloque-se no lugar dos seus pacientes-alvo e avalie se o ponto comercial faria com que eles escolhessem o seu atendimento, seja por comodidade ou pela infraestrutura.

Se você ainda tem alguma dúvida ou quer dividir sua opinião, deixe um comentário neste post.