Muitos profissionais da área de odontologia optam por abrir a sua própria clínica. No entanto, fazer a gestão do consultório odontológico não é uma tarefa simples, mas fundamental para que o negócio tenha êxito e supere as expectativas, solidificando o seu nome e a sua marca no mercado.

No início, nada é simples. Entretanto, com o devido planejamento e as dicas certas, o dentista empreendedor tem todas as possibilidades de fazer a sua marca ficar conhecida, se estabelecer e ter pacientes fiéis e satisfeitos com o seu atendimento.

Pensando nisso, reunimos 8 dicas com aquilo que o odontologista precisa saber para melhorar a gestão do seu consultório odontológico e ter sucesso. Acompanhe!

1. Invista em controle financeiro

Manter as finanças bem organizadas e sob controle é algo fundamental para que o empreendimento prospere. Portanto, jamais misture suas despesas pessoais com as da clínica odontológica. Ao manter as contas separadas, é possível visualizar com transparência seus ganhos e gastos. Isso é essencial para manter o seu fluxo de caixa sempre organizado, sem erros.

Para fazer uma boa gestão do consultório odontológico, o ideal é estabelecer um salário fixo para você, que deve ser depositado no mesmo dia do pagamento dos seus funcionários. Dessa forma, evita-se fazer diversas retiradas ao longo do mês, o que facilita o gerenciamento de todas as despesas e receitas.

2. Treine melhor os seus funcionários

A satisfação do paciente começa quando ele entra em contato com a sua clínica. Por isso, é fundamental que seus colaboradores sejam bem treinados. Sua equipe de atendimento deve ser seu principal referencial para a atração e recepção de novos pacientes e na interação com aqueles já fidelizados. É sempre importante deixar uma impressão positiva e duradoura em cada visita.

Por isso, é fundamental que o profissional de odontologia mantenha seus colaboradores com a capacitação sempre em dia. Dessa forma, o atendimento, seja ele presencial ou via telefone, será realizado com o máximo de qualidade, contribuindo para aprimorar a experiência do paciente.

3. Organize bem a sua agenda

Para que a gestão do consultório odontológico funcione, é essencial que o negócio conte com um sistema de agendamento eficiente. Trata-se de um investimento excelente, pois, melhora o fluxo de pacientes, eleva a produtividade, otimiza os processos de marcação e cancelamento de consultas, além de contribuir para uma melhor prestação dos serviços e um atendimento muito superior ao da concorrência.

É importante que o profissional de odontologia compreenda que a tecnologia é justamente o que gerará um diferencial competitivo para o seu negócio, tornando-o automatizado e evitando erros comuns em muitas clínicas, como a marcação de duas consultas/procedimentos no mesmo dia e horário, o que irrita bastante os pacientes.

Agenda organizada faz toda a diferença para o desempenho e os resultados do seu consultório!

4. Invista sem medo no marketing de conteúdo

Nos dias de hoje, o marketing é essencial para todo empreendimento. Sendo assim, você deve investir nessa área para se destacar e atrair mais pacientes, tornando-se mais conhecido e deixando uma impressão positiva da sua marca no mercado.

O marketing de conteúdo, ou seja, a produção de materiais ricos, como artigos, vídeos, dicas, e-books em blogs e nas redes sociais podem fazer com que você se transforme em uma verdadeira autoridade na sua área de atuação. Quanto mais segurança os pacientes sentirem em você, maior será a sua popularidade e, consequentemente, o número de pacientes no seu consultório odontológico.

5. Cuide da higiene, apresentação e limpeza do local

Ainda que pareça uma dica bastante óbvia, muitos profissionais erram justamente aqui. Uma clínica odontológica tem que oferecer o máximo de limpeza e conforto, para que os pacientes sintam ainda mais confiança e segurança no trabalho do dentista.

Por isso, mantenha sempre os ambientes bem higienizados, tenha uma sala de espera confortável, com TV, Wi-Fi e revistas atualizadas. Afinal, os pacientes se sentirão mais à vontade em um ambiente limpo e aconchegante, enquanto aguardam seu atendimento. Além disso, ficam mais entretidos enquanto esperam, caso a consulta atrase alguns minutos.

6. Tenha um canal de contato personalizado com seus pacientes

Cada paciente é único e, para conseguir a sua fidelização, é preciso tratá-lo como alguém especial. Portanto, invista em uma comunicação personalizada. Ao enviar conteúdo por meio do marketing digital, por exemplo, aposte em materiais segmentados, adequados ao perfil de cada um.

Alguém que frequenta a sua clínica para fazer um clareamento, por exemplo, não precisa receber os mesmos conteúdos que aquela que faz procedimentos frequentes de ortodontia. Conheça bem o histórico de cada pessoa, para segmentar seu público e definir as suas preferências, definindo o tipo de comunicação mais adequada para cada grupo de pacientes.

7. Aposte em um software de gestão do consultório odontológico

Essa é uma dica de ouro para o dentista que pretende ter sucesso com a sua própria clínica. Com a ajuda da tecnologia, é possível manter tudo bem organizado, desde o cadastro dos pacientes até os agendamentos (e cancelamentos) de consultas, além do controle financeiro, do qual falamos anteriormente.

Portanto, trata-se de uma solução completa, que reduz a incidência de erro humano, tornando a clínica mais otimizada e ágil. Além disso, facilita a vida da secretária, que pode ajudar o profissional a se concentrar na estratégia do negócio, contribuindo para o seu crescimento e operacionalidade.

8. Trabalhe com um sistema de emissão de receitas

Nas clínicas tradicionais, é comum que o próprio dentista faça a receita à mão e entregue-a ao paciente. Contudo, nem sempre o profissional se lembra de adicioná-la ao histórico da pessoa, o que pode ser um problema nas consultas futuras.

Com um sistema de gestão de receitas, esse tipo de problema não ocorre. Nele, é realizado o preenchimento pelo computador, facilitando a vida do dentista, que consegue preencher a prescrição rapidamente. Assim, a receita fica salva no histórico do paciente, evitando a ocorrência de erros e mal-entendidos na hora de comprar os medicamentos prescritos.

Ao investir na sua própria clínica, o profissional passa a acumular a função de empreendedor e, muitas vezes, se vê em situações complexas, como a gestão do consultório odontológico. No entanto, as dicas acima são de extrema ajuda para quem quer fazer o seu negócio crescer, se destacar e ganhar o seu espaço no mercado.

Você é uma pessoa um pouco mais conservadora? Seu objetivo é começar um negócio com segurança e escalabilidade? Então aproveite e confira o texto “Franquia Odontológica: tudo o que você precisa saber para ter a sua!